Start Planning
Dia de Todos os Santos

Dia de Todos os Santos 2019 e 2020

Portugal comemora o Dia de Todos os Santos no dia 1 de novembro. É um feriado nacional em honra dos mortos. É celebrado pela igreja católica, geralmente para honrar os santos que não têm o seu próprio dia festivo. No entanto, Portugal também comemora o dia por razões diferentes.

AnoDataDiaFeriados
20191 de novembroSexta-feiraDia de Todos os Santos
20201 de novembroDomingoDia de Todos os Santos

Origens do Dia de Todos os Santos

Em certas culturas, o feriado, conhecido em Portugal como o Dia de Todos os Santos é conhecido como o Dia dos Mortos. Não se sabe ao certo quando surgiu o Dia de Todos os Santos em Portugal. Na antiguidade, o Dia de  Todos os Santos era comemorado em maio, mas foi transferido para o dia 1 de novembro, na esperança de substituir as celebrações tradicionais camponesas. A data também coincide com o feriado certa de Samhain, semelhante ao festival romano de Lemuria, um festival de colheita. Em Portugal, o dia denomina-se Pão-por-Deus. Acredita-se que existe uma ligação espiritual entre aqueles que se encontram no purgatório, os que estão no céu e os que ainda vivem.

Tradições

No Dia de Todos os Santos, muitas pessoas passam o dia a honrar os mortos, limpando as suas campas e colocando flores. Muitos fazem bolos com canela ou servem castanhas e vinho ao ar livre. Em algumas zonas, crianças cantam de porta em porta, tal como as pessoas fazem no Natal. As crianças saem de manhã e batem de porta em porta, pedindo por “bolinho” ou “pão de Deus”. É semelhante ao Halloween noutros países, onde as crianças pedem doces. No passado, as crianças de Portugal recebiam bolos, nozes, amêndoas, pão, biscoitos, castanhas ou frutas desidratadas embrulhadas em sacos de pano. Os sacos eram bordados ou feitos de remendos. Hoje em dia, as crianças recebem doces, chocolates ou dinheiro. Além disso, as famílias acendem velas em memória dos falecidos. Alguns serviços da igreja leem os nomes dos mortos antes de acender as velas. As oferendas também são feitas para honrar os mortos em algumas congregações.

Terramoto do Dia de Todos os Santos

Em 1755, Portugal foi abalado por um terrível terramoto no Dia de Todos os Santos. O terramoto provocou um incêndio em Lisboa e deixou a cidade em ruínas. Uma vez que o terramoto atingiu o país a meio da manhã, muitas famílias estavam presentes em serviços religiosos relacionados com o feriado, resultando em milhares de mortes. Morreram entre 10 000 e 15 000 pessoas durante o terramoto. Estima-se que o terramoto possa ter tido uma magnitude de 8,5 na escala de Richter, com o epicentro a 200 quilómetros do canto sudoeste do país.

Accept